R$72,90

  • autora: silvina ocampo
  • editora: companhia das letras
  • isbn: 9788555341120
  • formato: 14 x 21 cm
  • páginas: 224

publicado em 1959, a fúria é considerado "o mais ocampiano" dos livros de silvina, obra em que a autora encontra sua voz única e inaugura seu universo alucinado. "nos seus contos há algo que não consigo compreender: um estranho amor por certa crueldade inocente e oblíqua", escreveu o amigo jorge luis borges. saídas do que roberto bolaño chamou de "uma limpa cozinha literária", suas histórias misturam elegância e excesso, distanciamento e intensidade, calma e horror. há a influência macabra que a antiga dona de uma casa exerce na nova inquilina ("a casa de açúcar", o conto favorito de julio cortázar); adivinhos e premonições ("a sibila" e "magush"); amores loucos ("a paciente e o médico"); a festa de aniversário de uma jovem paralítica ("as fotografias"); e uma profusão de crianças malignas, como a que incendeia cruelmente uma amiga no conto que dá título ao livro. Revalorizada com entusiasmo nos últimos anos, a literatura de silvina ocampo é singular, complexa, envolvente e nos convida, como poucas, à fantasia e à imaginação.